segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Passe Livre é seu direito!

Com o Passe Livre, você vai poder viajar por todo o país. Use e defenda o seu direito. O bom funcionamento do Passe Livre depende também da sua fiscalização.
Para pessoas com deficiência.
Acesse e conheça seus direitos: Passe Livre é seu direito!

Leia mais...

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Correios oferece novo serviço para pessoas com deficiência auditiva.

Nesta semana, a Central de Atendimento dos Correios (CAC) inaugurou um novo canal de comunicação para os clientes com deficiência auditiva. Agora, a interação será por telefone por meio de um número telefônico exclusivo.
Os usuários poderão obter informações sobre produtos e serviços ou registrar manifestações pelo 0800 725 0898, de segunda a sexta, das 8 às 20 horas, e aos sábados, das 8 às 14 horas. A CAC não atende aos domingos e feriados nacionais.
As ligações poderão ser efetuadas a partir de um Terminal Telefônico para Surdos (TTS). O atendimento realizado pela CAC consiste em um sistema que, ao receber ligações desses terminais, estabelece comunicação por meio de mensagens de texto.
Segundo o último censo, realizado em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há cerca de 10 milhões de portadores de deficiência auditiva no Brasil. A iniciativa dos Correios dissemina o programa Pró-Equidade, do governo federal, além de acatar o decreto nº 5.296/2004, que exige a instalação de telefones adaptados para atendimento a pessoas surdas ou com deficiência auditiva.

Fonte: Portal Brasil, com informações dos Correios

Leia mais...

O Jornal de Votuporanga Atendimentos da Central do Intérprete começam na próxima semana.

A partir da próxima semana, a Central do Intérprete de Libras começa a funcionar em Votuporanga. O novo serviço da Secretaria Municipal dos Direitos Humanos vai facilitar o cotidiano de pessoas com deficiência auditiva e surdas, resultado em uma comunicação mais eficaz.

Leia mais...

terça-feira, 26 de julho de 2016

Patrulhas da Acessibilidade e Inclusão promoverão ações de conscientização e convivência.

25/07/2016
Unir pessoas para promover ações, conscientização e convivência, com foco na acessibilidade e na inclusão, este é o objetivo da mobilização que está dando origem às Patrulhas da Acessibilidade, Inclusão e Convivência, núcleos que estão sendo propostos para atuação nos municípios do Estado do Rio Grande do Sul.

O primeiro núcleo está sendo formado no município de Viamão, e de acordo com o presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof - idealizador deste projeto, já existem mobilizações em outros municípios, onde da mesma forma as Patrulhas da Acessibilidade, Inclusão e Convivência estão sendo constituídas. Ao descrever o projeto para as Patrulhas da Acessibilidade, Inclusão e Convivência, Bakof enfatiza que "elas surjam com o propósito de unir forças, onde o diferencial começa pela composição dos grupos, com participação plural, unindo Pessoas com Deficiência das diversas áreas, familiares, e pessoas da comunidade que queiram trabalhar pela difusão deste conceito, onde acessibilidade e inclusão sejam entendidas não como um favor às Pessoas com Deficiência, mas como um valor para a convivência em comunidade". 

Segundo o presidente da fundação, que é o órgão gestor estadual da política pública para a acessibilidade e a inclusão no RS, o incentivo às patrulhas será no sentido de que elas funcionem como espaço de conscientização, de união e articulação, na sensibilidade de que os seus membros (patrulheiros, incluindo aí pessoas com deficiência das diversas áreas) sejam referência nas suas comunidades, percorrendo os espaços que atendam o público, avaliando condições de acessibilidade, sinalizando problemas e soluções, promovendo eventos inclusivos, o paradesporto, estimulando ao protagonismo, as oportunidades de trabalho, a educação e a autonomia das Pessoas com Deficiência. 

No projeto que está sendo proposto, os integrantes das patrulhas se reunirão sistematicamente, a ideia é que as reuniões sejam semanais, onde além da convivência e fortalecimento da identidade de objetivos, desenvolverão estudos sobre a legislação, sobre os direitos e as políticas públicas, no que terão suporte da Faders Acessibilidade e Inclusão, para assim desenvolverem as suas atividades nos municípios, procurando estimular ações conjuntas entre as associações existentes, promovendo a convivência entre Pessoas com Deficiência Visual, Física, Auditiva e Intelectual, familiares e a comunidade. 

Em Viamão, a reunião de formação do núcleo constituidor da Patrulha da Acessibilidade, Inclusão e Convivência ocorreu na Escola Estadual de Ensino Médio Setembrina e contou com a presença do Presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Roque Bakof, do Diretor Administrativo, Romário Cruz, sendo que o grupo está sendo liderado pelalíder comunitária, Durbe Marli Petry, com a qual se somam os demais voluntários, André Assunção, Débora Rodrigues, Maria José de Oliveira, Luciana Andrades, Ziló Gomes e Carla Barcelos, conforme registro fotográfico. Interessados em constituir núcleos nos seus municípios poderão enviar e-mail para presidencia@faders.rs.gov.br . 
max1469472552DSC02086
Fonte: ASCOM/Faders Acessibilidade e Inclusão

Leia mais...

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Deputado Guilherme Maluf defende vacinação a domicílio para idosos e pessoas com deficiência motora.

Projeto de Lei de autoria do parlamentar visa melhorar a saúde dessas pessoas a partir da facilitação de acesso às vacinas fornecidas pela rede pública.
Idosos e pessoas com deficiência motora terão o direito de receber vacinas em seus domicílios, caso um projeto de lei de autoria do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Guilherme Maluf (PSDB), seja aprovado e sancionado.
 A proposta pretende assegurar a saúde dessas pessoas a partir da facilitação de acesso às vacinas fornecidas pela rede pública.
 
“As campanhas de vacinação exigem que as pessoas se dirijam até os locais de vacinação para receber as doses, porém, por questões de idade ou de dificuldade de locomoção, algumas ficam impossibilitadas de se deslocar e acabam não se protegendo de doenças. O ideal é que essas pessoas sejam atendidas em suas casas”, observou Maluf.
 
O deputado lembrou ainda que a dificuldade de locomoção aos pontos de vacinação é um dos fatores que prejudicam os resultados das campanhas realizadas pelo governo e que a adoção de medidas profiláticas resulta na economia de recursos públicos.
 
“A cobertura apenas parcial dessas campanhas dá margem à proliferação de doenças na população que mais necessita de atendimento”, acrescentou.
 
Para efeitos da lei, considera-se domicílio, além do domicílio civil, as entidades de atendimento públicas ou sem fins lucrativos conveniadas com o poder público, nas quais as pessoas dos grupos citados estejam abrigadas ou recebendo assistência.
 
O presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CEDEDIPI), Francisco Delmondes Bentinho, parabenizou o deputado Guilherme Maluf pela proposta e afirmou que a medida resultará em melhorias à saúde dos idosos mato-grossenses.
 
“Fico muito feliz de saber que o deputado apresentou essa proposta. Isso vai ser muito bom para os idosos, que não se locomovem com a mesma facilidade que os jovens e, por isso, muitas vezes deixam de ir aos postos de saúde para se vacinar. Espero que esse projeto seja aprovado”, declarou.
 
Conforme censo realizado em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Mato Grosso possui quase 85 mil idosos. O instituto também apontou, em 2015, que 1,3% da população brasileira possui algum tipo de deficiência física e quase a metade deste total (46,8%) têm grau intenso ou muito intenso de limitações.
maluf1
Autor: Assessoria
Fonte: O Nortão

Leia mais...